quinta-feira, 19 de maio de 2011

Questão avaliativa : Atividade física X Metabolismo.

O exercício físico é uma condição onde ocorre um aumento da demanda energética do organismo visando a manutenção da atividade muscular. A energia derivada dos nutrientes ingeridos na alimentação tem fundamental importância para o fornecimento de energia química, contribuindo com a manutenção do trabalho muscular a partir da geração de adenosina trifosfato (ATP)
Todo ser vivo gasta energia a todo o momento para manter as diversas atividades desempenhadas pelo organismo. Nossas células estão continuamente trocando seus átomos e componentes moleculares. Grande parte das substâncias celulares é degradada para que novas possam ser sintetizadas. Esta atividade intensa de construção e desconstrução de substâncias é feita utilizando energia obtida através da degradação de nutrientes orgânicos. Essa dinâmica corporal que ocorre dentro de cada célula constitui o metabolismo, que em grego significa mudança.
REFERÊNCIA: WILMORE & COSTILL, 1994; McARDLE, KATCH & KATCH, 1992; FOX, BOWERS & FOSS, 1991.

QUESTÃO: 
Tendo conhecimento de que todo ser vivo gasta energia, e que a atividade física é de grande importância. Cite quais os tipos de energia são armazenadas pelo corpo e explicando como se dá a queima de calorias. Comente quais os prejuízos  ao organismo, quando os alimentos são ingeridos em excesso sem a prática de exercício físico.

72 comentários:

  1. O ser humano dentre outras coisas é composto por inúmeras moléculas orgânicas que são armazenadas no organismo como fonte de energia.
    Os glicídios, - também chamados de açucares, carboidratos ou hidratos de carbono-, fornecem a maior parte da energia necessária para as atividades mais "rápidas” do corpo tais como pensar, executar trabalhos e exercícios físicos, por isso há uma preferência no seu consumo antes de outras fontes. A deficiência no consumo de carboidratos pode causar queima de gorduras e proteínas, desequilibrando o organismo e seu excesso sem atividades físicas leva a obesidade.
    Já os lipídios constituem a maior forma de armazenar energia no corpo, são parte de todas as células e transportam algumas vitaminas no sangue.Há necessidade de utiliza-los quando os açucares são escassos. Quando ingeridos em excesso e sem exercício, aumentam-se o risco de doenças cardiovasculares, derrames e podem levar à obesidade e ao diabetes.
    Quando o organismo está com uma dieta muito pobre, em ultima estância tende a queimar tudo que resta no corpo, até mesmo as proteínas que transportam gorduras e outras substâncias no sangue dentre outras características. Por isso é necessário manter a homeostase do corpo, com dietas balanceadas e praticando algum esporte para acelerar o metabolismo e ter um melhor funcionamento.

    pamella costa queiroz
    fisioterapia-1MA

    ResponderExcluir
  2. Os lipídios é maior forma de armazenação de energia no corpo, elas levam algumas vitaminas no sangue. Quando essa forma de energia for ingerido com grande quantidade e sem a prática de exercício físico pode levar ao risco de várias doenças a diabetes e a obesidade. Elas também são usadas quando os açucares estão ausentes.
    Os glicídios também conhecidos como açúcares, carboidratos ou hidratos de carbono. A função dos glicídios e fornecer a energia necessária para o funcionamento correto do corpo, para pode assim o corpo fazer atividades física mais rápidas. Se tem uma falta de carboidratos pode causar queima de gorduras e perdas de proteínas, assim saindo do ritmo do organismo e levando a obesidade.
    Quando você se alimenta com muito excesso e não prática nenhum exercício físico o seu organismo começa a ficar sem a energia necessária, então o organismo tende a queimar tudo o que ah de restante no corpo, então é sempre necessário manter a dieta equilibrada e praticando sempre exercícios para assim acelerar o metabolismo.

    Diego Iohan de Oliveira Monteiro
    Fisioterapia - 1MA

    ResponderExcluir
  3. Encontramos na alimentação,nutrientes que ajudam no fortalecimento do nosso corpo, Do que comemos, entre outras enzimas, são retirados os lipídios, Os mesmos constituem as gorduras, que são à base de nossa energia corporal.
    Os lipídios mais importantes são glicerídeos, fosfolipídios, esteróides e cerídeos que são encontrados na cadeia alimentar básica dos seres vivos, estão presentes em seres vegetais e animais. Os glicídios também conhecidos como açúcares, carboidratos ou hidratos de carbono, são substâncias orgânicas constituídas fundamentalmente por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. Os glicídios constituem a principal fonte de energia para os seres vivos, estando presentes em diversos tipos de alimentos. Não adianta se alimentar somente com o básico, uma alimentação saudável e balanceada esta alicerçada não somente em arroz, feijão e carne. O corpo precisa de muito mais para trabalhar plenamente. Os leguminosos e os folhosos são de fundamental importância para ajudar na saúde plena, pois contem pigmentos, vitaminas e minerais que vão ajudar em um emagrecimento bem estruturado. Se exagerarmos na a alimentação e não usamos a pratica do exercício a energia acaba ficando acumulada em forma de gordura, armazenando energia não necessária para o corpo, causando problemas como obesidade, entupimentos de veias e artérias entre outros.


    Sonnally Sandja Alves da Cunha
    Fisioterapia 1-MA
    UnP- Mossoró

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. A energia do corpo humano é produzida na respiração celular, uma reação complexa que "quebra" moléculas orgânicas, particularmente a glicose, liberando energia. Essa energia é guardada em moléculas de ATP (adenosina tri-fosfato). Quando a célula precisa da energia, um íon fosfato é removido da ATP, formando ADP e liberando energia. Em menor escala, ocorre também fermentação láctica, que não necessita de oxigênio. Isso ocorre principalmente nos músculos, quando é necessária energia rápida e o fornecimento de oxigênio não é suficiente. Essa reação porém, produz apenas 2 ATP, enquanto a respiração produz 36 ATP com a mesma quantidade de glicose. Além disso, produz ácido lático, responsável por dores, cansaço e até cãibras nos músculos quando se acumula neles. O organismo queima mais calorias não só durante a malhação, mas também quando está em repouso. "O aumento da massa muscular faz o corpo queimar calorias extras constantemente para se manter funcionando, já que os músculos são famintos e consomem grande parte da energia armazenada. O comer excessivo sobrecarrega todo o organismo, provocando insuficiência dos sistemas, desequilíbrios, intoxicações e doenças gerais. No sistema digestivo, além do desconforto, ocorre a má digestão (excesso de gases, dores, sensações de peso, queimação), e quando a digestão não é boa, a saúde fica prejudicada. Ocorre uma maior produção de toxinas, venenos que irão provocar lesões nos mais diferentes sistemas e os mais variados sintomas, de infecções à dores e desconfortos. Provoca a obesidade e suas graves complicações: colesterol elevado, obstrução dos vasos sangüíneos, hipertensão arterial, diabete, comprometimento de articulações e coluna, entre outras. Bloqueia o sistema de defesa. Altera o sistema emocional, determinando irritabilidade, alteração do humor, depressão, e sintomas gerais - indisposição, cansaço, sonolência ou insônia. O comer excessivo provocará doenças em muitas pessoas, é só uma questão de tempo, e muitas, já doentes, terão suas doenças agravadas ainda mais.



    Kássia Pereira de Queiroz
    Fisioterapia 1-MA
    UnP-Mossoró

    ResponderExcluir
  6. As funções vitais do nosso corpo, o metabolismo e os movimentos realizados no dia a dia são papéis naturais do organismo e necessitam de energia para acontecer. A energia produzida pelos nutrientes é medida em calorias. Isso significa que quanto mais energia é gerada, mais calorias devem ser gastas! Para produzir energia precisamos de combustíveis e esses combustíveis são os nutrientes contidos nos alimentos que ingerimos, ou seja, carboidratos, proteínas e gorduras, etc. Os Lipídios são moléculas de gorduras que são utilizadas pelas células do nosso organismo, como fonte de energia, para o seu funcionamento. Proteínas são fabricadas pelo organismo dos seres vivos, a partir dos aminoácidos e são utilizadas com as funções: estruturais e metabólicas. Glicídios são os açucares do nosso organismo, são utilizados como fonte de energia para o funcionamento celular, a sua molécula básica é a glicose, que é utilizada pelas células, como fonte de energia. Quando o organismo não consegue utilizar toda esta glicose e outros açucares, são convertidos, no fígado em lipídios, que são armazenados em diversas regiões do nosso organismo. Quando o ser humano abusa da alimentação e não procura a queima de caloria com a prática de exercícios físicos, consequentemente, as gorduras geradas serão acumuladas em várias partes do nosso corpo, gerando assim, riscos de doenças como, a obesidade, colesterol alto, infertilidade, diabetes, hipertensão e até câncer.

    Mateus Gomes Bezerra da Silva
    Fisioterapia - 1MA
    UnP - Mossoró

    ResponderExcluir
  7. Para realizar qualquer função, o ser humano utiliza energia proveniente dos alimentos. No entanto, não é todo alimento que lhe fornece energia.
    Retiramos nossa energia, principalmente, dos alimentos ricos em carboidratos – estocados na forma de glicogênio no fígado e nos músculos – e lipídeos – estocados nas células adiposas. Por serem moléculas mais energéticas, os lipídeos são estocados pelo organismo para serem usados na falta dos carboidratos e garantir que, na escassez de alimentação, tenha-se uma boa reserva de energia, o que faz dos açúcares a fonte primária de energia.
    A energia liberada pelo catabolismo dos hidratos de carbono e gorduras são utilizadas para realizar todo e qualquer processo biológico, seja ele vital ou não. Por exemplo: retiramos energia dos alimentos pela respiração celular e até mesmo nesse processo há gasto de energia.
    Apesar de ser importante, a ingestão de alimentos não deve ser exagerada, pois, nesse caso, haverá uma grande estocagem de gorduras que pode resultar em uma doença ou, até mesmo, em morte. Ser saudável não é sinônimo de comer muito, mas de comer bem, variada e regularmente. O exercício físico também é de grande importância, pois por meio desse queima-se mais calorias mais facilmente, evitando o acúmulo de gordura.

    Carmira Fernandes Jerônimo
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  8. A energia é de fundamental importância para os organismos vivos, com o intuito de desenvolver as atividades metabólicas, onde estas irão manter a vida. As energias armazenadas pelo corpo provem principalmente do sol, onde que é através da fotossíntese que os vegetais conseguem fazer a síntese de glicose, com isso para obter os nutrientes necessários. Consequêntemente os seres vivos (humanos e animais) irão obter essa energia através dos alimentos ingeridos, tanto de origem animal quando os de origem vegetal, a principal fonte de energia provém de carboidrato, sendo estes processados pelo sistema digestório. A queima calórica vai variar entre cada individuo, sendo que algumas pessoas possuem o metabolismo mais acelerado do que outras, mas para que isso ocorra é preciso que o indivíduo não seja sedentário, ou seja, pratique algum tipo de atividade física, podendo ser ela da mais leve para a mais avançada. Para as pessoas que não praticam a atividades físicas, ou seja, não tem uma queima calórica, apenas vão acumular essa energia em seu corpo, com isso induzindo a um prejuízo em seu organismo, acarretando assim doenças cardiovasculares como hipertensão, dentre outras como a obesidade. Portanto é necessário se obter uma alimentação saudável juntamente com atividade física, sendo eles acompanhado por profissionais da área capacitado.

    Aline Cristiane da Silva Silveira
    Fisioterapia - 1MA
    UnP - Mossoró/RN

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Energia é a habilidade de realizar trabalho. Produzimos a mesma através da ingestão dos alimentos que são convertidos em Glicerídeos ( que são responsáveis pela maior parte da energia, e a utilizamos para atividades que exijam maior queima de energia) Lipídios (responsáveis pelo transporte de algumas vitaminas), Proteínas, Fosfolipídios, Esteróides e Cerídeos.
    Quando ingerimos alimentos muito calóricos, boa parte da gordura ingerida não consegue ser digerida pelo nosso organismo e é transformada em gordura, que em excesso e associado a não pratica de exercícios físicos pode gerar problemas como obesidade, diabetes, tendência a problemas cardiovasculares, problemas articulares.
    E no caso do organismo que tem um baixo nível de calorias ingeridas, ou uma dificuldade de digestão das mesmas, o corpo começa a queimar (ou “comer”) gorduras dos músculos, deixando o corpo magro e desnutrido.
    São dois extremos de distúrbios alimentares, por isso é muito importante manter uma boa dieta e praticar regularmente atividades físicas para melhoramento no metabolismo e conseqüentemente na saúde interna e externa do corpo.

    Mariana Falcão de Holanda
    Fisioterapia - 1MA - UnP

    ResponderExcluir
  11. Através da alimentação,o nosso corpo cataliza moléculas a fim de extrair os nutritivos necessários para o bom funcionamento do mesmo.Do que comemos,entre outras enzimas,são retirado os lipídios,que funcionam como eficiente reserva energética.Ao serem oxidados na células,geram praticamente o dobro da quantidade de calorias liberadas na oxidação de igual quantidade de carboidratos.Os glicídios,também conhecidos com açucares,carboidratos,fornecem a maior parte da energia necessária na execução de atividades como pular,correr,também fornece combustível para o funcionamento completo e apropriado do sistema nervoso central,facilita o desdobramento completo do lipídio nos processos de liberação de energia.
    Ao ingerir uma grande quantidade desses nutritivos sem a pratica de atividades físicas,podem acarretar problemas a saúde,exemplos,acumulação de gorduras nas veias e artérias,obesidade.
    Paloma Rodrigues Cordeiro
    Fisioterapia 1-MA
    UNP-Mossoró/RN

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. As células do nosso corpo precisam de energia para viver, repor perdas e fazer mais matéria orgânica que nos permita crescer. Essa energia é fornecida pelos alimentos que ingerimos. No trato digestório, esses alimentos:Carboidratos, proteínas, lipídios, são degradados em seus elementos constituintes e distribuídos pelo sangue para as células do corpo.Carboidratos: também conhecidos como hidratos de carbono, açucares sua principal função é energética. Fornecem energia para o desenvolvimento do trabalho interno (respiração, circulação do sangue, batimento do coração, etc), externo (andar, trabalhar, fazer esforço, etc) e calor para manter a temperatura do corpo. A falta do mesmo causa perda de energia, enfraquecimento, e em excesso a obesidade.Proteínas:
    Indispensável ao ser humano as proteínas são o principal componente da massa celular. A elas cabe a parte mais ativa na constituição do corpo, tendo papel fundamental na formação no crescimento, regeneração e substituição de diferentes tecidos, principalmente dos músculos.
    Lipídios: Os lipídios são representados pelos óleos e pelas gorduras e têm, basicamente, função energética, da mesma forma que os carboidratos. As moléculas de óleo e gordura são formadas pela união de duas moléculas menores, o ácido graxo e o glicerol. Os lipídios também têm função estrutural, eles participam da constituição das membranas celulares.Uma dieta com excesso de alimentos para as nossas necessidades diárias faz com que o alimento em grande parte seja transformado em gordura, e depositado nas células adiposas. Podendo ocasionar doenças como diabetes, hipertensão e obesidade entre outros. E a falta de exercício físico agrava ainda mais essas patologias, pois o mesmo exerce um forte efeito positivo sobre o coração e os vasos sanguíneos. Além disso, contribui para que se tenha uma vida mais longa e com menos doenças. Portanto ter uma alimentação saudável, bem balanceada em sais minerais, vitaminas, carboidratos e lipídios são um passo para se ter uma boa qualidade de vida, sempre associada à atividade física.
    Dirse Fernandes de Amorim Matrícula: 201104998
    Fisioterapia 1-MA UNP -Mossoró-RN
    21 de maio de 2011 14:53

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. O corpo humano necessita de energia que é usada para manter nosso organismo em funcionamento, como coração, pulmões e os demais órgãos internos, e também para fornecer alguma capacidade de trabalho externo que é feito durante praticamente todo o dia. A energia que consumida pelo corpo vem dos alimentos que ingerimos, quando você não está comendo, ou você está se exercitando, seu corpo deve usar os armazenamentos internos de energia das gorduras (lipídeos), proteínas (aminoácidos) e carboidratos (cereais, tubérculos e açucares). A fonte primária de energia do seu corpo é a glicose, que faz parte do grupo dos açucares. Para adquirir essa energia proveniente dos alimentos, corpo começa quebrando os carboidratos em moléculas simples de glicose. Depois, seu corpo quebra as gorduras em glicerol e ácidos graxos no processo de lipólise. Os ácidos gordurosos podem ser quebrados diretamente para obter energia, ou podem ser usados para produzir glicose através de um processo de vários passos chamado de gliconeogênese. Na gliconeogênese, os aminoácidos podem também ser usados para produzir glicose. O corpo ainda pode quebrar a gordura no processo de lípase. Porém, quando os alimentos são consumidos em excesso o corpo não consegue fazer tantas quebras para obtenção de energia. E esse consumo exagerado sem prática de atividades físicas, pode acarretar sérios riscos para saúde do corpo. Como por exemplo: Obesidade, hipertensão arterial e diabetes.

    Antonio Hélio da Cunha Filho
    Fisioterapia - 1MA
    Universidade Potiguar - UnP

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. O corpo humano armazena e conserva energia através da quebra das moléculas dos nutrientes derivados dos alimentos consumidos. Essa energia não é só importante para a pratica de exercícios físicos, mas também para o funcionamento normal do organismo. Também chamados de hidretos de carbono ou glicídios, os carboidratos, que são constituídos geralmente por carbono, hidrogênio e oxigênio. Na pratica de exercícios físicos o que mais se é gastado são esses composto, se não consumido ocorrera a queima dos lipídios, em seguida a queima das proteínas do corpo, assim ocasionando fraqueza e ate mesmo desmaio. As proteínas atuam na formação das células, na defesa do organismo e ate mesmo na formação de cabelos e unhas e etc. Servindo para o equilibro de outras funções orgânicas. Os lipídeos são as gorduras e os óleos, eles armazenam energia, mantém a temperatura e dissolvem algumas vitaminas, transportando no sangue.
    Para o metabolismo ter um bom funcionamento no corpo, é necessário uma boa alimentação, uma dieta balanceada, para transformar os nutrientes e outras substancias químicas em energia suficiente para mantê-lo funcionando. Se ingerir carboidratos em excesso e não se preocupar em fazer exercícios físicos para queima de calorias, acabara ocasionando doenças como a obesidade, que vai desencadear futuramente problemas nas articulações, na coluna; diabetes; hipertensão entre outras patologias.


    Andreza Brunna Cardoso Veras
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  19. Energia é a capacidade de realizar trabalho ou de transferir calor, os alimentos que são ingeridos são queimados no organismo, resultando daí o calor do corpo e os movimentos; enfim, todas as manifestações de vida. Duas principais energias são: a energia cinética que é associada ao movimento, depende da massa (m) e da velocidade (v) de um corpo, e a energia potencial que é aquela que se encontra armazenada num determinado sistema e que será utilizada a qualquer momento; para que essas energias aconteçam precisamos quebrar moléculas para que possam ser absorvidas pelas células, essa energia consumida será revestida em trabalho biológico ou estocada nos tecidos adiposo, muscular, esquelético e fígado para ser utilizada posteriormente. De fato, os indivíduos usam ou estocam menos que a metade da energia que eles consomem do alimento. A energia que não foi utilizada ou perdida se dissipa em forma de calor. Quando grandes quantidades de energia são liberadas durante o exercício, a energia utilizada para o calor é bastante para aumentar a temperatura corporal. A energia adquirida através dos alimentos precisa ser transformada em um composto chamado trifosfato de adenosina (ATP) antes que possa ser aproveitada pelo organismo. Por isso precisamos ter uma vida saudável realizando exercícios físicos, a não realização dessas atividades pode causar um distúrbio alimentar a obesidade.

    Elivânia Severina da Silva
    Fisioterapia 1 MA

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Para o Bom funcionamento do organismo, é necessário fontes de energia, (carboidratos, proteínas e glicerídeos)contidas nos alimentos que ingerimos como combustíveis.
    As proteínas forma estruturas como ossos, enzima que catalisa as reações do organismo, bem como os carboidratos, estes são fontes de energia de rápido transporte para o organismo, por exemplo na realização de exercícios vigorosos. Os lipídeos são fontes de energia para a célula e armazena combustível metabólico, são reservas acumuladas, sendo utilizada quando o organismo encontra-se escasso de nutrientes.
    O objetivo de cada sistema é liberar energia dos alimentos e transformá-los em(ATP).podendo assim, ser utilizado nas mais diversas atividades físicas.
    Quando a ingestão supera o gasto, ocorre o acúmulo de energia sob forma de gordura, isto faz com que o metabolismo gaste menos energia causando sérios malefícios a saúde, obesidade, diabetes, doenças cárdico vasculares, hipertensão arterial. É fundamental uma alimentação regrada junto á prática de exercícios físicos para a queima do acúmulo de calorias desnecessárias.

    Paulaneri Monteiro Rocha Freire
    Fisioterapia 1 MA

    ResponderExcluir
  23. Dentre as principais fontes de energia armazenadas no corpo humano, podemos destacar a energia química, sendo esta uma energia contida nos alimentos, sofrendo o processo de transformação e liberação para natureza na forma de calor.
    Quando existe a carência alimentar, devido à fome, o organismo busca outras fontes de energias armazenadas que estão presentes no corpo no chamado tecido adiposo ou gorduroso. Assim as células capturam e absorvem a glicose e carboidratos, queimando as gorduras para manter as necessidades básicas do organismo. Em casos de indivíduos que não possuem gordura estocada, o organismo retira a energia dos músculos, fazendo com que haja uma perda intensa de massa muscular, deixando o indivíduo esquelético.
    A energia produzida pelos nutrientes é medida em calorias. Isso significa que quanto mais energia é gerada, mais calorias devem ser gastas. Através da respiração o ar chega ao pulmão e de lá o oxigênio é absorvido pela corrente sanguínea. Da corrente sanguínea ele é levado para todos os órgãos e células, inclusive os músculos. Nas células, o oxigênio é utilizado para “queimar” os nutrientes e produzir a energia que necessitamos. Então, quando for preciso mais energia, a respiração e os batimentos cardíacos aumentam para disponibilizar mais oxigênio para as células e assim queimar as calorias.
    Dessa forma podemos constatar que uma alimentação regrada e a pratica de exercícios físicos é fundamental para se queimar as calorias, evitando assim o acúmulo de gordura que acaba atrasando o processo do metabolismo e consequentemente promovendo uma melhor qualidade de vida.

    Discente: José Samuel Alves de Queiroz
    Curso : Fisioterapia Turma: 1MA .

    ResponderExcluir
  24. O corpo humano necessita de nutrientes para mantér um bom desempenho, não somente na parte fisica, mas também no bom funcionamento de um todo. O nosso corpo catalizar moléculas para retirar os nutritivos que o nosso corpo necessita para as praticar atividades fisicas e fazer com que o continue funcionando corretamente,pois toda atividade e funcionamento necessita dessa energia.
    Existe duas energias principais para o funcionamento do nosso corpo que seria os glicídios e o lipideos.
    Glicidios:Os glicídios constituem a principal fonte de energia para os seres vivos, estando presentes em diversos tipos de alimentos. O mel, por exemplo, contém o glicídio glicose; da cana é extraída a sacarose, muito utilizada em nosso dia-a-dia; o leite contém o açúcar lactose; e frutos adocicados contêm frutose e glicose, entre outros tipos de glicídios.Os glicídios também conhecidos como açúcares, carboidratos ou hidratos de carbono.
    Lipideos:Assim como os carboidratos, os lipídeos ou gorduras são formados por carbono, hidrogênio e oxigênio. Porém, nesse caso a quantidade de hidrogênio é maior, o que confere aos azeitelipídios um valor calórico duas vezes maior do que o dos carboidratos e das proteínas.Os lipídios são chamados também de gorduras.Uma parte do açúcar ingerido é usada rapidamente como fonte de energia. Outra é armazenada no fígado e nos músculos para ser utilizada mais tarde.
    Quando quando ingerimos alimentos em excesso e não praticamos exercicios, essa gordura irá se acumular, e assim a gordura passa de ser benefica para malefica, pois o excesso de gordura causa diversar doença como Hipertensão, Trombose,Apnéia, Depressão, Asma, Infertilidade, gravidez de risco, Colesterol alto e Diabetes.

    Afonso Francisco dos Santos Neto
    Fisioterapia
    1 MA

    ResponderExcluir
  25. Um dos tipos de energia armazenados como fonte de energia são os glicídeos, ou seja, os açucares, carboidratos e etc .. Esses fornecem a energia necessária para as diversas atividades do nosso corpo.
    Uma caloria é uma medida de energia. Quando seu corpo precisa de um "incentivo", ele converte comida em energia. Neste processo de metabolismo o corpo combina calorias das proteínas, carboidratos e gorduras com oxigênio assim produzindo a energia que você precisa. Seu nível metabólico é o nível em que seu corpo queima calorias.Se você queima mais ou menos calorias do que seu corpo produz diariamente, você perderá ou ganhará peso de acordo. O nível padrão metabólico é de 2000 calorias. Exercícios também são um super jeito de queimar calorias de forma saudável. Fazendo exercícios intensos e de alta intensidade você continuará a queimar calorias mesmo após o exercício.
    Já quando ingerimos alimentos em excesso e sem a prática do exercício físico o risco de doenças é aumentado e podem causar doenças como hipertensão, obesidade, cardiovasculares, e pode levar também até a diabetes.

    Andreza Fabrícia
    Fisioterapia - 1 ma / UNP mossoró / RN

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  27. A liberação de energia ocorre quando há uma solicitação do músculo em contração. Porém, a energia do alimento não vem pronta para utilização. Tem que passar por um processo de transformação através da digestão, sendo posteriormente armazenada pelo corpo.
    Entre as fontes de energia estão os alimentos com carboidratos, como cereais, massas, batata, pães etc. São alimentos indispensáveis no cardápio, afinal, são eles que fornecem disposição e participam ativamente na recuperação do corpo após os exercícios. A necessidade individual dependerá do gasto energético, da modalidade esportiva, do sexo e das condições ambientais.
    As fontes de proteínas (carnes, aves, peixes, ovos, leite e derivados, etc.) também são muito importantes na construção e reparação dos músculos, entretanto, não deve-se exagerar no consumo desse grupo de alimentos, pois a necessidade diária desse nutriente é facilmente alcançada.
    As fontes de lipídeos (azeite, oleaginosas, abacate, sementes, frituras, carnes gordas, doces cremosos, etc.), devem entrar em menor quantidade na dieta, mas nunca devem ser excluídas por completo, afinal, as gorduras têm funções essenciais no organismo e metabolismo, além de colaborar com o fornecimento de energia para o exercício e recuperação. Na hora de escolher, prefira sempre as fontes de gordura poliinsaturas e monoinsaturadas, como azeite de oliva, coco, abacate, óleos de girassol e de milho.
    As funções vitais do nosso corpo, o metabolismo e os movimentos realizados no dia a dia são papéis naturais do organismo e necessitam de energia para acontecer.
    Para produzir energia precisamos de combustíveis e esses combustíveis são os nutrientes contidos nos alimentos que ingerimos (carboidratos, proteínas e gorduras).
    A energia produzida pelos nutrientes é medida em calorias. Isso significa que quanto mais energia é gerada, mais calorias devem ser gastas.
    Nas diversas etapas do seu desenvolvimento, o organismo humano é o resultado de diferentes interações entre o seu patrimônio genético (herdado de seus pais e familiares), o ambiente sócioeconômico, cultural e educativo e o seu ambiente individual e familiar. Assim, uma determinada pessoa apresenta diversas características peculiares que a distinguem, especialmente em sua saúde e nutrição.
    A obesidade é o resultado de diversas dessas interações, nas quais chamam a atenção os aspectos genéticos, ambientais e comportamentais. Assim, filhos com ambos os pais obesos apresentam alto risco de obesidade, bem como determinadas mudanças sociais estimulam o aumento de peso em todo um grupo de pessoas. Recentemente, vem se acrescentando uma série de conhecimentos científicos referentes aos diversos mecanismos pelos quais se ganha peso, demonstrando cada vez mais que essa situação se associa, na maioria das vezes, com diversos fatores.
    Independente da importância dessas diversas causas, o ganho de peso está sempre associado a um aumento da ingesta alimentar e a uma redução do gasto energético correspondente a essa ingesta. O aumento da ingesta pode ser decorrente da quantidade de alimentos ingeridos ou de modificações de sua qualidade, resultando numa ingesta calórica total aumentada. O gasto energético, por sua vez, pode estar associado a características genéticas ou ser dependente de uma série de fatores clínicos e endócrinos, incluindo doenças nas quais a obesidade é decorrente de distúrbios hormonais.

    Vitor Salviano de Macedo
    Fisioterapia 1 MA

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Nos seres humanos somos uma espécie de matéria viva, e só conseguimos ser isso por conta do armazenamento de energia. Nesse contexto uma das principais formas de energia utilizadas pelo nosso corpo é a energia metabólica , que define-se como sendo a energia associada ao metabolismo, ou seja trata-se da energia que o nosso corpo usa pra poder fazer as reações biológicas necessárias ao funcionamento de nossas células, que são armazenado em ATP ( adenosina trifosfato), para ser utilizada posteriormente nos processos fisiológicos. Nesse contexto vale salientar que o ‘‘combustível’’ necessário para a carência de energia em nosso corpo, provém de nutrientes ingeridos ou de glicogênio( polissacarídeo serve para a armazenamento de energia do nosso corpo ) e gorduras armazenadas.
    De tal modo, torna-se de suma importância citar alguns componentes básicos, considerados fontes de energia essências para o nosso corpo que são: carboidratos(glicose) e lipídios (gorduras) , pois os mesmo facilitam as demais reações celulares. Os carboidratos atuam com uma participação de 4,2 kcal/g de energia, e já os lipídios fornecem 9,5kcal/g. Assim o calor que é liberado pelo nosso corpo é a mesmo independentemente de ocorrer dentro ou fora do nosso corpo, abrindo exceção apenas para as proteínas, que geram cerca de 26 % de calorias quando sofrem combustão fora do corpo, devido ao metabolismo dos aminoácidos. Percebe-se de tal forma, que o uso de proteínas, pode apresentar-se de suma importância para a ingestão de alimentos em nossa dieta alimentícia por nos proporcionarem condições extremas durante a realização de exercícios lentos e prolongados em determinadas atividades físicas; onde tal fato explica-se pela associação de que estas são constituídas basicamente por cadeias de aminoácidos.

    Sabendo disso torna-se de fundamental importância uma dieta rica em quantidade ideias em carboidratos e lipídeos associada aos exercícios físicos, pois a o consumo inapropriado de tais biomoléculas pode acarretar ao corpo a utilizar as proteínas como fonte energética; além de ocasionar algumas doenças como: obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes, dentre outras. A questão dos exercícios físicos associados a uma dieta rica e balanceada em tais nutrientes, essêncial para o bom funcionamento do nosso corpo, pois se houver a ingestão em excesso, com o desenvolver de alguma atividade física, conseguimos nivelar e contornar tal situação.

    Géssyca Ligia Melo Souza
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  31. Para obter energia, nosso organismo recorre primeiro aos carboidratos. Os carboidratos se transformam em glicose assim que entram em nosso organismo, sustendando as atividades musculares e mentais.Além disso, os carboidratos nos ajudam a "queimar as calorias" com mais eficiência.As proteínas possuem papel fundamental no organismo. São as principais envolvidas nos processos de construção e reparação de todos os tecidos do corpo humano. São elas as responsáveis pela construção e manutenção da massa muscular, formação de enzimas , hormônios e anticorpos. As gorduras fazem parte de um grupo amplo de nutrientes chamado lipídeos que têm em comum a propriedade de serem insolúveis em água. Como os lipídeos estão presentes em alimentos geralmente mais calóricos, eles devem aparecer em menor quantidade na alimentação, especialmente nos que buscam o emagrecimento.Quando o organismo está com uma dieta muito fraca, em ultima estância tende a queimar tudo que resta no corpo, até mesmo as proteínas que transportam gorduras e outras substâncias no sangue dentre outras características. Por isso é necessário manter a homeostase do corpo, com dietas balanceadas e praticando algum esporte para acelerar o metabolismo e ter um melhor funcionamento.


    Ítala Ramize Costa De Oliveira
    Fisioterapia-1MA

    ResponderExcluir
  32. Antes de discutirmos sobre quais os tipos de energia, precisamos entender o seu significado.Energia é a capacidade de se executar trabalho ou realizar uma ação. Ex: para andarmos de bicicleta, caminhar, correr, escrever, estudar e até para dormirmos gastamos energia. Nosso corpo armazena energia em forma de carboidratos, lipídeos e proteínas. Há divergências quanto ao que primeiro é degradado se carboidratos ou gorduras o que pode se dizer é que sob condições de repouso, os ácidos graxos livres estão disponíveis e proporcionam a primeira fonte de combustível, ou seja, o metabolismo de gordura se acelera enquanto o de carboidrato é inibido. Ao se elevar a intensidade de exercícios ocorrem mudanças que estimulam a inibição da utilização da gordura pelo organismo. O maior inibidor da gordura chama-se Ácido lático. Como resultado, o metabolismo da gordura é reduzido e o carboidrato se torna a fonte mais solicitada de energia sendo utilizada pelos sistemas: ácido lático e aeróbico. Por ultimo o nosso organismo degrada as proteínas. Para proporcionar energia, as proteínas são primeiro transformadas em aminoácidos de forma que possam penetrar prontamente nas vias para a liberação de energia através da remoção de nitrogênio dos ácidos graxos e assim serem transferidos para outros compostos.1 MOL de carboidrato é capaz de produzir : 38 ATP; 1 MOL de gordura é capaz de produzir : 142 ATP; 1 MOL de proteína é capaz de produzir : 15 ATP.
    O excesso de alimentos quando ingeridos pelo organismo podem causar diversos tipos de problemas, isto ocorre porque os alimentos possuem excesso de carboidratos que quando em grandes quantidades são convertidos em lipídeos, estes quando não são degradados ficam armazenados no organismo, tais compostos quando armazenados em excesso aliados à falta de atividade física aumentam excessivamente as chances do desencadeamento de diversas doenças como: aumento da pressão arterial, entupimento de veias do coração, entre outros; podendo até mesmo levar o ser humano à morte.

    Adriana Bezerra Albuquerque
    Fisioterapia 1 MA

    ResponderExcluir
  33. Os alimentos têm como uma de suas principais funções, fornecer energia para a síntese de substâncias orgânicas indispensáveis à manutenção do organismo. A energia é necessária não só para a prática de atividades físicas, mas também para o funcionamento dos nossos órgãos. As gorduras são a base da nossa energia corporal, os mais importantes são os glicerídeos, também conhecidos como açucares, fosfolídeos, esteroídes e cerídeos que são encontrados na nossa cadeia alimentar.Quando são ingeridos uma enorme quantidade dessas substâncias,proporcionam sérios problemas,pois o metabolismo não consegue utilizar toda energia,fazendo com que ela se acumule em forma de gordura,causando sérios problemas à saúde ,tais como:obesidade e disfunções orgânicas.
    É de extrema importância, que todo ser humano realize atividades físicas e tenha uma alimentação balanceada, contendo todas as vitaminas e proteínas necessárias ao seu organismo para uma melhor qualidade de vida e assim ser saudável.

    Antônia Maiara Gourmon de Medeiros
    Fisioterapia 1Ma

    ResponderExcluir
  34. Toda energia armazenada pelos seres vivos, provém dos alimentos ingeridos por eles, através dos quais eles absorvem os nutrientes necessários, para se manter vivos. Os carboidratos,constituem a principal fonte de energia para os seres vivos, estando presentes em diversos tipos de alimentos, Os lipídios são as gorduras e as proteínas compões a parte estrutural do corpo humano. A partir deles é que o corpo é capaz de produzir calor e energia, sempre que assim solicidado, em simples atos praticados no dia-a-dia, ou em atividades físicas. O corpo humano armazena glicogênio, importante fonte de energia reserva do nosso corpo, importante para manutenção do mesmo, em casos de emergência. O corpo usa toda energia proveniente dos carboidratos e em seguida dos lipídios. Quando ingeridos em excesso, sem que haja prática de exercícios físicos, essas calorias podem causar prejuízos ao corpo humano, como obesidade, prolemas cardíacos e respiratório dentre outros, podendo causar até a morte. Daí então a importância de se alimentar bem, e praticar atividades físicas sempre, para manter o bom funcionamento do organismo, e melhorar seu metabolismo.



    Antonio Augusto Basilio Oliveira
    Fisioterapia - 1MA

    ResponderExcluir
  35. Todo ser humano necessita de energia para se manter vivo e sabemos que é através delas que podemos ter ou não um bom condicionamento físico, assim todos temos que tomar cuidado para ta ingerindo essa energia em quantidade suficiente, não em quantidade exagerada e ainda aliada a treinamento físico.
    Uma dessas energias armazenadas em nosso corpo são os lipídios e são substâncias que compreendem os óleos, as gorduras, as ceras, são responsáveis por darem energia as células, participam da composição da membrana celular e facilita determinadas reações químicas como hormônios sexuais,vitaminas e outros.
    Os glicídios também conhecidos como açúcares, constituem a principal fonte de energia para os seres vivos, estando presentes em diversos tipos de alimentos.
    A mal alimentação e exagero dessas energias causam doenças ao ser humano,quando a pessoa consome mais energia necessário devemos aliar a prática de educação física a nossa vida, para não deixarmos nosso organismo com excesso de energia causando varias taxas altas, obesidade e outros.

    João paulo Magnum de Andrade Alves
    Fisioterapia
    1M

    ResponderExcluir
  36. Uma das principais funções dos alimentos é fornecer energia para a síntese de substâncias orgânicas indispensáveis à manutenção do organismo. A energia é necessária não somente para a prática de atividades físicas, mas também para o funcionamento normal dos órgãos internos. As principais fontes de energia são os hidratos de carbono (Carboidratos) e as gorduras. As proteínas podem ser utilizadas como nutrientes energéticos, servindo para o equilíbrio de outras funções orgânicas. A energia retirada dos alimentos é medida em calorias. Caloria é definida como a quantidade de energia requerida para elevar a temperatura de um litro de água, de 15º C a 16º C, esta energia pode ser queimada ou armazenada no corpo na forma de gordura, dependendo da idade, sexo, níveis de atividade física, gravidez e outros fatores.
    Mesmo você estando sentado numa poltrona ou correndo no parque, seu corpo queima dois combustíveis básicos: gorduras e carboidratos. Gorduras, estocadas remotamente em células de gordura e também localmente, dentro das fibras musculares, fornecem mais energia que uma quantidade igual de carboidratos. Mas você precisa de grande quantidade de oxigênio para a queima de gordura, enquanto os carboidratos podem fornecer energia com um custo menor de oxigênio. Exercícios de baixa intensidade, como caminhar, durante os quais há um suprimento abundante de oxigênio, utilizam bastante a gordura como combustível, freqüentemente queimando até 60 % do total de calorias despendidas provindo dos suprimentos de gordura. Numa caminhada lenta, somente 40 % das calorias provém dos carboidratos. Esta proporção se modifica à medida que a intensidade do exercício aumenta. Uma corrida rápida de 10 km, por exemplo, usa 70 % de carboidrato e 30 % de gordura como fonte de energia.
    Um indivíduo que inclui um excesso de doces e massas na sua dieta acumula 3.000 calorias/dia, gasta aproximadamente 2.500 calorias nos seus processos básicos vitais, atividades diárias e exercício físico moderado. As 500 calorias restantes serão armazenadas, uma pequena parte sob forma de proteína e todo o restante como gordura.
    Redução de ingestão calórica e prática de atividades físicas colaboram para a perda de peso, porém, de acordo com a teoria do set point, os investigadores que defendem essa teoria argumentam que cada pessoa tem um mecanismo interno de controle, provavelmente localizado no hipotálamo, que leva o corpo a manter-se num determinado nível de gordura corporal. Quando diminuímos a quantidade de calorias gastas por dia, inicialmente ocorre a perda de peso, entretanto, o organismo adapta-se a esta redução, diminuindo o gasto calórico, dificultando a perda de peso e a dieta deixa de funcionar. O maior problema dessa adaptação fisiológica é que o corpo habitua-se a gastar apenas esta quantidade calórica para sobreviver durante muito tempo. No caso do indivíduo resolver passar para uma dieta menos rigorosa, que inclua ingestão de 1.500 calorias diárias, ao invés de emagrecer, ele irá, efetivamente, engordar 500 calorias/dia

    Grande parte da energia obtida é retirada dos depósitos de gordura. Porém, o organismo não gasta apenas gorduras, mas também proteínas. Os indivíduos que passam a fazer uma boa dieta supervisionada e também exercício físico orientado conseguem evitar a perda protéica, ganham massa muscular e aumentam o consumo calórico reduzindo os depósitos de gordura.

    José Anchieta de Morais
    Fisioterapia – 1MA
    UnP - Mossoró

    ResponderExcluir
  37. O corpo humano é uma espécie de matéria viva, e só conseguimos ser isso por conta do armazenamento de energia. Sabemos muito bem que nosso organismo necessita de energia para a realização de inúmeras tarefas: andar de bicicleta ou a pé, fazer a digestão de alimentos, fazer o coração bater e entre outras. A energia que consumimos vem dos alimentos que ingerimos. Nosso corpo armazena energia em forma de carboidratos, lipídeos e proteínas. Glicídeos ou carboidratos estes fornecem a maior parte de energia necessária para as atividades do corpo humano, como pensar, caminhar, executar trabalho e exercícios físicos. Abastecem nossos músculos e cérebro. A deficiência no consumo de carboidratos pode causar queima de gorduras e proteínas, desequilibrando o organismo, seu excesso leva a obesidade. Os lipídios constituem a principal forma de armazenamento de energia no corpo e nos alimentos. Eles são parte de todas as células, e transportam algumas vitaminas no sangue. Cada grama de lipídio fornece nove calorias. Os lipídios quando ingeridos em excesso aumentam o risco de doenças cardiovasculares, derrames e câncer, podem levar a obesidade e diabetes. E as proteínas são formadas por aminoácidos. São essenciais para construir e reparar músculos, hemácias, cabelo e outros tecidos e para sintetizar hormônios; também formam os anticorpos e estão envolvidas nas defesas do organismo Contribuem para a homeostasia (equilíbrio) do organismo, pois mantém a concentração entre os líquidos do corpo. Sua carência pode causar desnutrição e baixa imunidade, já o seu consumo elevado pode causar retenção de uréia. A energia que dispomos está armazenada nos músculos, no sangue e no fígado, na forma de glicogênio ou de glicose. Fazer refeições regulares, nas proporções corretas e nos momentos corretos, faz com que as calorias sejam utilizadas em seu beneficio, e não em ganho de gordura. Quando o ser humano faz uma alimentação inadequada e não procura a queima de caloria com a prática de exercícios físicos, consequentemente, as gorduras geradas serão acumuladas em várias partes do nosso corpo, gerando assim, riscos de doenças como: colesterol alto, diabetes, infertilidade, hipertensão, a obesidade e até câncer. . Devemos organizar nossa alimentação para evitar muitas doenças. Alimentação equilibrada significa ter em nossa alimentação todos os nutrientes nas quantidades corretas.

    Dalila Mota Morais.
    Fisioterapia-1MA
    UnP - Mossoró

    ResponderExcluir
  38. O ser humano como todos descreveram acima, necessitarde de seis tipos principais de nutrientes: Os carboidratos, "gorduras", "proteínas", vitaminas ," minerais e água". Estes nutrientes executam três funções principais. Porem não vou deriva-las...
    Dependendo do metabolismo de cada pessoa ,que é muito complexo. dopi ocorrer a chamanda OBESIDADE. Pois a pratica de exercicio fisico, não é só importante para evitar os disturbios alimentares , mas também fundamental para obter uma vida saudavel... Todas atividades fisicas queima enegia e suas ...

    Willyanne Rodrigues Maia

    ResponderExcluir
  39. Os alimentos contêm determinada quantidade de energia presente nas ligações químicas de suas moléculas. A energia química dos nutrientes é obtida nos alimentos para as mais diversas atividades que mantém o bom funcionamento do corpo através do trabalho celular. As substâncias que fazem parte do trabalho celular, fontes de energia, são os carboidratos, lipídios e proteínas, todas possuem funções especificas como função energética, de reserva e estrutural. Mais todas contribuem para a produção de energia e são elas também, portanto armazenadas no organismo.
    A queima de calorias se dá pelo simples desgaste natural do corpo, pelo seu trabalho celular, e intensificado pela prática de atividades físicas.
    Quando os alimentos são ingeridos em excesso, é ingerido também as substâncias energéticas, que serão guardadas no organismo em forma de reserva. Um excesso de açúcares (carboidratos simples), por exemplo, a glicose, constituirá em depósitos de gordura. Esse excesso terá reflexo negativo na saúde, para uma vida saudável é necessário um funcionamento metabólico harmonioso, o anabolismo, por exemplo, não pode superar a atividade do catabolismo e vice e versa.
    Os excessos na alimentação sem a prática de exercícios, que ajudam na queima das calorias, pela oferta maior de oxigênio no trabalho celular, acelerando as oxidações das substâncias energéticas, aumentando a demanda energética e o trabalho celular. Podem vir a causar consequentemente futuras patologias, como é o caso da obesidade, mau colesterol, doenças cardiovasculares e etc.

    Geórgia Mércia Alves de Carvalho 201108780
    Fisioterapia-1MA
    UnP-Mossoró

    ResponderExcluir
  40. Os seres vivos precisam constantemente realizar diversas atividades que mantém o funcionamento de um organismo vivo. Para realizar essas atividades é preciso que haja um constante processo de desgaste natural que será feito através de trabalho. Porém, para que aconteça trabalho é necessária energia que provém dos alimentos. No nosso corpo acontece o metabolismo, que é conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. É a partir dessas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia. A energia vem principalmente dos glicídios, também conhecidos como carboidratos, que fornecem a maior parte da energia necessária para as atividades. A deficiência no consumo de carboidratos pode causar queima de gorduras e proteínas, desequilibrando o organismo. Os lipídeos são a maior forma de armazenamento de energia no corpo, elas levam algumas vitaminas ao sangue. E há a necessidade de utilizá-las quando os açucares são escassos no sangue. No entanto, não se pode ingerir alimentos de forma exagerada sem a prática de exercícios físicos, pois o organismo não consegue degradar completamente ocasionando assim, várias doenças e obesidade. Desta forma, é necessário comer de maneira correta e praticar exercícios físicos para a queima de calorias e evitar o acúmulo de gordura mantendo o equilíbrio bioquímico.


    Rafânia Santos de Oliveira
    Fisioterapia 1MA
    UnP - Mossoró

    ResponderExcluir
  41. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  42. A queima de calorias se dá pelo simples desgaste natural do corpo, pelo seu trabalho celular, e intensificado pela prática de atividades físicas.A energia adquirida através dos alimentos precisa ser transformada em um composto chamado trifosfato de adenosina (ATP) antes que possa ser aproveitada pelo organismo. Por isso precisamos ter uma vida saudável realizando exercícios físicos, a não realização dessas atividades pode causar um distúrbio alimentar a obesidade.
    Quando os alimentos são ingeridos em excesso, é ingerido também as substâncias energéticas, que serão guardadas no organismo em forma de reserva. Um excesso de açúcares (carboidratos simples), por exemplo, a glicose, constituirá em depósitos de gordura.
    Os seres vivos precisam constantemente realizar diversas atividades que mantém o funcionamento de um organismo vivo. Para realizar essas atividades é preciso que haja um constante processo de desgaste natural que será feito através de trabalho. O corpo humano é uma espécie de matéria viva, e só conseguimos ser isso por conta do armazenamento de energia. Sabemos muito bem que nosso organismo necessita de energia para a realização de inúmeras tarefas: andar de bicicleta ou a pé, fazer a digestão de alimentos, fazer o coração bater e entre outras.

    Felipe Ramon Ferreira Lopes
    Fisioterapia-1MA
    UnP - Mossoró

    ResponderExcluir
  43. A energia do corpo humano é armazenada sob duas formas:
    Glicogênio nos músculos e fígado: Glicogênio é o nome que recebe a glicose que é armazenada nesses lugares. Esse tipo de armazenamento é para uso imediato, já que tratamos de uma substância menos energética como os açúcares. Quer dizer, você armazena glicose (açúcar) para usar a energia imediata. É por isso que é preciso ser dotado de uma dieta regular e controlada para a pratica de atividades físicas e uma sobrevivência saudável. Durante a atividade física você não queima a gordura, mas sim o glicogênio no músculo, somente com o fim da estocagem dessa reserva é que a gordura é utilizada, embora quando isso ocorrer você terá fortes problemas, pois seu nível de glicose estará baixo demais. Então, chegamos ao segundo modo de armazenamento. Gordura (lipídios) no tecido adiposo e fígado: Tem a função não apenas de maior fonte energética do corpo, mas também de controle térmico do organismo dentre n funções. Essa reserva é usada para obtenção de energia a longo prazo, armazenada. Normalmente usada quando o glicogênio muscular acaba. Com isso, uma alta reserva de lipídios em detrimento de uma má alimentação pode prejudicar o organismo, devido ao seu armazenamento em tecidos adiposos, podendo provocar a morte do individuo. Para isso deve-se ter uma alimentação regular, saudável e controlada por um profissional. Alimentar-se bem e praticar atividades físicas são fatores de extrema importância para uma vida saudável e regrada.



    Ana Carolina Alves Braga
    Fisioterapia-1MA
    UnP - Mossoró

    ResponderExcluir
  44. O ser humano é composto por milhares de moléculas orgânicas, no qual armazena as fontes de energia. Os glicídios, - também chamados de açucares, carboidratos ou hidratos de carbono-, fornecem a maior parte da energia necessária para as atividades mais "rápidas” do corpo tais como pensar, executar trabalhos e exercícios físicos, por isso há uma preferência no seu consumo antes de outras fontes. A deficiência no consumo de carboidratos pode causar queima de gorduras e proteínas, desequilibrando o organismo e seu excesso sem atividades físicas leva a obesidade.
    Já os lipídios constituem a maior forma de armazenar energia no corpo, são parte de todas as células e transportam algumas vitaminas no sangue. Há necessidade de utiliza-los quando os açucares são escassos. Quando ingeridos em excesso e sem exercício, aumentam-se o risco de doenças cardiovasculares, derrames e podem levar à obesidade e ao diabetes.
    Quando o organismo está com uma dieta muito pobre, em ultima estância tende a queimar tudo que resta no corpo, até mesmo as proteínas que transportam gorduras e outras substâncias no sangue dentre outras características. Por isso é necessário manter a homeostase do corpo, com dietas balanceadas e praticando algum esporte para acelerar o metabolismo e ter um melhor funcionamento.
    A energia do corpo humano é produzida na respiração celular, uma reação complexa que "quebra" moléculas orgânicas, particularmente a glicose, liberando energia. Essa energia é guardada em moléculas de ATP (adenosina tri-fosfato). Quando a célula precisa da energia, um íon fosfato é removido da ATP, formando ADP e liberando energia. Em menor escala, ocorre também fermentação láctica, que não necessita de oxigênio. Isso ocorre principalmente nos músculos, quando é necessária energia rápida e o fornecimento de oxigênio não é suficiente. Essa reação porém, produz apenas 2 ATP, enquanto a respiração produz 36 ATP com a mesma quantidade de glicose. Além disso, produz ácido lático, responsável por dores, cansaço e até cãibras nos músculos quando se acumula neles. O organismo queima mais calorias não só durante a malhação, mas também quando está em repouso. "O aumento da massa muscular faz o corpo queimar calorias extras constantemente para se manter funcionando, já que os músculos são famintos e consomem grande parte da energia armazenada. O comer excessivo sobrecarrega todo o organismo, provocando insuficiência dos sistemas, desequilíbrios, intoxicações e doenças gerais. No sistema digestivo, além do desconforto, ocorre a má digestão (excesso de gases, dores, sensações de peso, queimação), e quando a digestão não é boa, a saúde fica prejudicada. Ocorre uma maior produção de toxinas, venenos que irão provocar lesões nos mais diferentes sistemas e os mais variados sintomas, de infecções à dores e desconfortos. Provoca a obesidade e suas graves complicações: colesterol elevado, obstrução dos vasos sangüíneos, hipertensão arterial, diabete, comprometimento de articulações e coluna, entre outras. Bloqueia o sistema de defesa. Altera o sistema emocional, determinando irritabilidade, alteração do humor, depressão, e sintomas gerais - indisposição, cansaço, sonolência ou insônia. O comer excessivo provocará doenças em muitas pessoas, é só uma questão de tempo, e muitas, já doentes, terão suas doenças agravadas ainda mais.

    Navegante Samunielle Caetano de Paiva
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  45. Todo ser vivo seja qual ele for, necessitara de energia
    Para manter os organismos em funcionamentos, como o coração, cérebro,
    Rins e intestinos .
    Para que seu corpo mantenha as atividades fundamentais, ele produz energia.
    Os glicídios também chamados de açucares, carboidratos ou hidratos de carbono, fornecem a maior parte da energia necessária para as atividades mais rápida, como maiores esforços, como pensamentos, por isso é recomendado antes de qualquer trabalho. Sem o consumo de carboidratos pode causar a queima de proteínas e gorduras, acabando com o equilíbrio do organismo, com tudo o seu excesso leva a obesidade.

    Os lipídios armazenam a maior parte da energia do corpo
    Estão presentes em todas as células e nas fontes de vitamina do sangue.
    Os lipídios são utilizados quando o açúcar é escasso no sangue
    Quando consumido em excesso pode gerar danos muito graves como, doenças cardiorespiratorias, derrames cerebrais, obesidades ou diabetes.

    Se o organismo sofrer com falta de energia e tiver que queimar tudo que resta, ocorrera fraqueza no corpo levando ao mal funcionamento dos organismos vitais, por isso devemos manter a homeostase do corpo humano em estabilidade e praticar exercícios físicos para manter o corpo puramente saudável.

    Danilo Magalhães Duarte
    1MA-fisioterapia

    ResponderExcluir
  46. As atividades dos organismos vivos necessitam de energia. Mais especificamente, o ser humano tem como fonte de energia os carboidratos e os lipídios. Os carboidratos são mais utilizados como fontes de energia "rápida", porque são sintetizados quase que imediatamente em nosso corpo, mas tambem podem ser armazenados em forma de glicogênio nos músculos e fígado.Já os lipídios são a forma de energia "lenta" pois geralmente são armazenados para garantir uma reserva energética ao corpo. Quando o corpo está em movimento ou exercendo alguma função vital, esses compostos entram nas células e no processo de respiração são quebrados produzindo energia. a célula gasta energia para produzir energia, essa diferença entre produção e consumo é que gera ganho ou perda energética. Durante as atividades físicas o corpo tende a consumir os lipídios e os carboidratos (de inicio principalmente carboidratos e após algum tempo mais lipídios),quando essas atividades físicas não são realizadas o organismo começa a ter muita energia armazenada( principalmente em forma de lipídios)o que é agravante para doenças relacionadas com o coração , diabetes entre outras.

    Darwin Ellan Silva Nunes
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  47. Através da alimentação, o nosso corpo cataboliza as moléculas afim de extrair os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. Os carboidratos, lipidios e proteinas são absorvidos na alimentação. Os carboidratos são a principal fonte de energia imediata,pois são sintezados mais rapidamente e podem ser armazenados em forma de glicogênio(reserva energética animal) e é encontrado nos musculos e fígado ; os lipídios servem como reserva de energia em caso de ausência de carboidratos e as proteínas constituem a função estrutural do nosso corpo.
    Durante as atividades físicas, o corpo, tende a consumir a energia fornecida por essas substâncias, inicialmente os carboidratos, logo após os lipídios. Quando essas atividades físicas não são realizadas, pode-se haver então, um acúmulo dessas substancias gerando problemas de saúde como a obesidade, além de riscos de acidentes cardiovasculares, dificildades respiratórias, diabetes entre outras.

    Natália da Silva Lima
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  49. Tudo o que acontece à nossa volta é provocado pela energia. Os alimentos que comemos constituem energia que utilizamos. A glicose, obtida pela alimentação, reage com o oxigênio, obtido pela respiração, liberando energia e produzindo água e gás carbônico.Mas existem duas energias principais para o funcionamento do nosso corpo que seria os glicídios e o lipídeos.Os glicídios são moléculas orgânicas constituídas fundamentalmente por átomos de carbono,hidrogênio e oxigênio. São também conhecidos como açúcares, samarídeos carboidratos ou hidratos de carbono.Os lipídios são substâncias muito abundantes em animais e vegetais.Compreendem os óleos, as gorduras, as ceras, os lipídios compostos (fosfolipídios, por exemplo)e finalmente os esteróides, que, apesar de estruturalmente diferentes dos outros lipídios,ainda assim são considerados lipídios. E para que haja queima das calorias é necessário o trabalho celular, intensificado pelo exercício físico, porem quando essas atividades físicas não são feitas o organismo passa a ter muita energia acumulada, o que pode, juntamente com a falta de alimentação adequada fazer com que o organismo fique sem a energia necessária. Portanto, o organismo tende a queimar tudo o que resta no corpo, então é sempre necessário manter exercícios para assim acelerar o metabolismo. O que evita problemas como obesidade, entupimentos de veias e artérias entre outros.

    Ellen Rafaela da Costa Silva
    Fisioterapia - 1MA

    ResponderExcluir
  50. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  51. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  52. A fonte de toda energia que utilizamos vem dos alimentos que comemos.A energia adquirida pela alimentação, junto com o oxigênio, obtido pela respiração, libera energia e produz água e gás carbônico . Os glicídios e as gorduras(lipídios). Os glicídios constituem as energias principais para o funcionamento do nosso corpo, são as biomoléculas mais abundantes na natureza.Dentre as diversas funções atribuídas aos carboidratos, a principal é a função energética.Os lipídios definem um conjunto de substâncias químicas que, ao contrário das outras classes de compostos orgânicos, não são caracterizadas por algum grupo funcional comum, e sim pela sua alta solubilidade em solventes orgânicos e baixa solubilidade em água. O exercício físico faz com que o trabalho celular se intensifique e haja queima das calorias. Contudo quando essas atividades não são feitas, o próprio organismo passa a acumular energia. Esse acúmulo de energia, se junto com a alimentação inadequada provoca no organismo uma falta de energia, então, o organismo tende a queimar tudo o que resta no corpo. É importante o manter exercícios para assim acelerar o nosso metabolismo, evitando assim novas patologias.

    Grasielly Cristiane de Paula Oliveira
    Fisioterapia - 1ma

    ResponderExcluir
  53. Nosso corpo armazena basicamente dois tipos de energia os LIPÍDEOS e GLICIDIOS, onde eles são responsaveis pelo bom funcionamento do nosso corpo pois sem eles seria impossivel manter o equilibrio.
    Os LIPÍDEOS são substâncias muito abundantes em animais e vegetais. Compreendem os óleos, as gorduras, as ceras, os Lipídios compostos (fosfoLipídios, por exemplo) e finalmente os esteróides, que, apesar de estruturalmente diferentes dos outros Lipídios, ainda assim são considerados Lipídios.
    JÁ OS GLICÍDIOS também conhecidos como açúcares, carboidratos ou hidratos de carbono, são substâncias orgânicas constituídas fundamentalmente por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. Quando se fala em açúcar lembramos imediatamente do sabor doce, mas nem todos os glicídios são adocicados. Por isso, os cientistas preferem usar o termo glicídio em lugar de açúcar, para evitarem mal entendidos.
    A queima de calorias ocorre de forma natural pelo desgate do corpo ou pela pratica de atividade física.

    Se consumirmos os alimentos em excesso sem a pratica de exercicios isso vai acarretar numa serie de doenças tais como:colesterol, gastrite, hipertensão, diabetes dentre outras,por isso é muito importante mantermos uma dieta balanceada e praticar exercicios.

    KELVEN CHAUAM DE OLIVEIRA SILVA
    FISIOTERAPIA-1MA

    ResponderExcluir
  54. A nossa dieta alimentar fornece-nos energia essencialmente a partir de hidratos de carbono e lipídios. Esta energia é armazenada no nosso corpo até ser necessária. A energia que conseguiram usar melhor é a glicose que vem dos alimentos, retirando dela o máximo de energia dos nutrientes dos alimentos, como a glicose, as proteínas e os carboidratos.
    As calorias são queimadas através de um processo complicado, que oxida os alimentos aos seus componentes básicos. O corpo precisa de calorias para realizar todas as suas funções, incluindo a respiração, circulação sanguínea e da atividade física diária. Você realmente queima calorias a cada segundo do dia, mesmo se você não faz exercício. Há milhares de reações químicas que ocorrem dentro de seu corpo, todos os quais requerem energia. Você pode ajudar seu corpo a queimar calorias por trabalhar fora. Quando você trabalha fora, seu corpo queima calorias mais rápido do que seria se você apenas sentasse todo o dia
    Doenças causadas pelo excesso de gorduras: Hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doenças cérebros-vasculares, diabetes Mellitus, câncer. Pacientes obesos apresentam severo risco para uma série de doenças e distúrbios, o que faz com que tenham uma diminuição muito importante da sua expectativa de vida, principalmente quando são portadores de obesidade mórbida.
    Hylanne moura de melo
    Fisioterapia 1ma

    ResponderExcluir
  55. Através da alimentação, o nosso corpo cataboliza moléculas a fim de extrair os nutrientes necessários para o bom funcionamento do mesmo. Do que comemos, entre outras enzimas, são retirados os lipídios, Os mesmos constituem as gorduras, que são à base de nossa energia corporal. Os lipídios mais importantes são glicerídeos, fosfolipídios, esteróides e cerídeos que são encontrados na cadeia alimentar básica dos seres vivos, estão presentes em seres vegetais e animais.
    No entanto, a injeção exacerbada dessa substancia, acarreta uma gama de problemas relacionados à saúde do corpo. Isso ocorre quando o metabolismo não consegue utilizar toda a energia guardada, a mesma fica acumulada em forma de gordura, o que implica em um volume extra de energia, que não acaba sendo necessário para o corpo. Alguns problemas se tornam bastante comuns como, por exemplo: a gordura acumulada em veias e artérias, problemas de obesidade, e disfunções orgânicas.

    Jéssica Daniele da Silva Andrade

    ResponderExcluir
  56. A energia tem a capacidade de produzir trabalho ou mesmo calor,os alimentos que engerimos são queimados em nosso organismo.A energia tem dois estados são energia cinetica que depende da massa,da velocidade e da energia associada ao movimento,e energia potencial é aquela que é armazenada no sistema que poderar ser ultilizada a qualquer momento para que isso aconteça precisa ver a quebra das moleculas para absorção das celulas,então essa energia sera transformada em energia biologica.
    Quando engerimos alimentos em exesso e não fasemos exercicios fisicos temos a tendencia de ficar com exesso de gordura armazenado causando doenças como a hipertensão,depressão,tendo riscos em gravides.

    Maria Luana
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  57. Energia é a capacidade de realizar trabalho ou como o resultado da realização de um trabalho.
    uma alimentação adequada e apropiada para cada fase da vida é indispensável pra todos os seres vivos, para a manutenção da saúde e diminuição dos riscos de doenças.Uma alimentação balanceada recupera e reconstroi as células, os órgãos e os tecidos.As substâncias que o nosso corpo extrai dos alimentos, através da digestão são os micro-nutrientes que são ditribuídos ás células dos diversos órgãos e tecidos que compõe o nosso corpo, de forma a mantê-los saudavéis,gerando energia e oferecendo matéria prima para a renovação celular e para a proteção das células contra a intoxicação produzida pelo cansaço, doenças, ferimentos e toxinas de diversas origens.Os tipos de energia absorvida pelo corpo são: as proteínas gorduras e os hidratos de carbono.A falta de exercícios físicos, a ingestão de grandes quantidades de comida pode gerar no decorrer dos tempos doenças como hipertensão e diabete são as mais comuns hoje.

    MARIA DA CONCEIÇÃO PENHA MAGNO
    FISIOTERAPIA 1MA
    UNP-MOSSORÓ

    ResponderExcluir
  58. Os glicídios ou carboidratos são nutrientes combustíveis do nosso corpo, pois produzem energia e calor, efetuando todos os processos biológicos. Estão presentes em abundância na alimentação e podem ser armazenados pelo organismo, podendo ser utilizados
    quando houver necessidade. Podem ser encontrados no açúcar, farinhas (pães, macarrão),
    batata, cereais, leguminosas, vegetais, frutas e arroz. Todo carboidrato depois de ingerido é
    transformado em glicose. A glicose sanguínea mantém o cérebro e o organismo em funcionamento.
    O índice glicêmico dos alimentos é uma medida numérica que indica como um carboidrato eleva o açúcar do sangue circulante. Uma refeição que contenha alimentos de alto 15
    índice glicêmico eleva rapidamente a concentração de açúcar no sangue. Portanto, esses
    alimentos devem ser consumidos durante e depois de uma atividade física. Os alimentos de
    baixo índice glicêmico devem ser consumidos antes das atividades físicas de longa duração,
    em caso de diabetes e regime. Os tipos de energia absorvida pelo corpo são: as proteínas gorduras e os hidratos de carbono.A falta de exercícios físicos, a ingestão de grandes quantidades de comida pode gerar no decorrer dos tempos doenças como hipertensão e diabete são as mais comuns hoje.

    ALEX FABIANO SOARES SOBRAL
    FISIOTERAPIA 1MA
    UNP-MOSSORÓ

    ResponderExcluir
  59. Para que o nosso organismo funcione bem, é necessário fontes de energia.
    A energia consumida pelo corpo vem dos alimentos que ingerimos, quando você não está comendo, ou você está se exercitando, seu corpo deve usar os armazenamentos internos de energia das gorduras (lipídeos), proteínas (aminoácidos) e carboidratos (cereais tubérculos e açucares). A fonte primária de energia do seu corpo é a glicose, que faz parte do grupo dos açucares. Para adquirir essa energia proveniente dos alimentos, corpo começa quebrando os carboidratos em moléculas simples de glicose. Depois, seu corpo quebra as gorduras em glicerol e ácidos graxos no processo de lipólise. Os ácidos gordurosos podem ser quebrados diretamente para obter energia, ou podem ser usados para produzir glicose através de um processo de vários passos chamado de gliconeogênese. Na gliconeogênese, os aminoácidos podem também ser usados para produzir glicose. O corpo ainda pode quebrar a gordura no processo de lípase. Porém, quando os alimentos são consumidos em excesso o corpo não consegue fazer tantas quebras para obtenção de energia. Os carboidratos que não são utilizados estão em excesso, sem a prática de exercícios físicos desencadeiam um quadro de obesidade. O excesso de peso está associado a muitas doenças como o aumento da pressão arterial e o diabetes.

    MARIA ANTONIA SILVA
    FISIOTERPIA 1MA
    UNP-MOSSORÓ.

    ResponderExcluir
  60. O metabolismo e os movimentos realizados no dia a dia são papéis naturais do organismo e necessitam de energia para acontecer. Para ser produzida a energia precisamos de combustíveis e esses combustíveis são os nutrientes contidos nos alimentos que ingerimos, que são os carboidratos, proteínas e gorduras. A energia produzida pelos nutrientes é medida em calorias, isso significa que quanto mais energia é gerada, mais calorias devem ser gastas. Portanto, a queima de calorias se dá pela intensidade do esforço, quanto maior a intensidade de esforço, maior será a quantidade de calorias queimadas para produzir a energia necessária para alimentar esse esforço.
    Quando o organismo ingere alimentos em excesso sem a prática de exercícios físicos as consequências são a vulnerabilidade cardiovascular, fragilidade muscular e esquelética, obesidade, depressão e envelhecimento prematuro.




    Fernanda Yasmim Nunes de Lima
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  61. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  62. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  63. O corpo humano necessita de nutrientes para mantér um bom desempenho, não somente na parte fisica, mas também no bom funcionamento de um todo. O nosso corpo catalizar moléculas para retirar os nutritivos que o nosso corpo necessita para as praticar atividades fisicas e fazer com que o continue funcionando corretamente,pois toda atividade e funcionamento necessita dessa energia.
    Existe duas energias principais para o funcionamento do nosso corpo que seria os glicídios e o lipideos.
    Glicidios:Os glicídios constituem a principal fonte de energia para os seres vivos, estando presentes em diversos tipos de alimentos. O mel, por exemplo, contém o glicídio glicose; da cana é extraída a sacarose, muito utilizada em nosso dia-a-dia; o leite contém o açúcar lactose; e frutos adocicados contêm frutose e glicose, entre outros tipos de glicídios.Os glicídios também conhecidos como açúcares, carboidratos ou hidratos de carbono.
    Lipideos:Assim como os carboidratos, os lipídeos ou gorduras são formados por carbono, hidrogênio e oxigênio. Porém, nesse caso a quantidade de hidrogênio é maior, o que confere aos azeitelipídios um valor calórico duas vezes maior do que o dos carboidratos e das proteínas.Os lipídios são chamados também de gorduras.Uma parte do açúcar ingerido é usada rapidamente como fonte de energia. Outra é armazenada no fígado e nos músculos para ser utilizada mais tarde.
    Quando quando ingerimos alimentos em excesso e não praticamos exercicios, essa gordura irá se acumular, e assim a gordura passa de ser benefica para malefica, pois o excesso de gordura causa diversar doença como Hipertensão, Trombose,Apnéia, Depressão, Asma, Infertilidade, gravidez de risco, Colesterol alto e Diabetes.

    Os alimentos contêm determinada quantidade de energia presente nas ligações químicas de suas moléculas. A energia química dos nutrientes é obtida nos alimentos para as mais diversas atividades que mantém o bom funcionamento do corpo através do trabalho celular. As substâncias que fazem parte do trabalho celular, fontes de energia, são os carboidratos, lipídios e proteínas, todas possuem funções especificas como função energética, de reserva e estrutural. Mais todas contribuem para a produção de energia e são elas também, portanto armazenadas no organismo.
    A queima de calorias se dá pelo simples desgaste natural do corpo, pelo seu trabalho celular, e intensificado pela prática de atividades físicas.
    Quando os alimentos são ingeridos em excesso, é ingerido também as substâncias energéticas, que serão guardadas no organismo em forma de reserva. Um excesso de açúcares (carboidratos simples), por exemplo, a glicose, constituirá em depósitos de gordura. Esse excesso terá reflexo negativo na saúde, para uma vida saudável é necessário um funcionamento metabólico harmonioso, o anabolismo, por exemplo, não pode superar a atividade do catabolismo e vice e versa.
    Os excessos na alimentação sem a prática de exercícios, que ajudam na queima das calorias, pela oferta maior de oxigênio no trabalho celular, acelerando as oxidações das substâncias energéticas, aumentando a demanda energética e o trabalho celular. Podem vir a causar consequentemente futuras patologias, como é o caso da obesidade, mau colesterol, doenças cardiovasculares e etc.

    Raimunda Deuzamir Brito da Silva Caetano
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  64. Energia pode ser definida como a habilidade de fazer trabalho. E várias formas de trabalho físico e biológico requerem energia incluindo contrações dos músculos cardíacos e esqueléticos, permitindo-nos movimentar, trabalhar e exercitar, entre outras funções. A energia para todas essas funções do corpo é adquirida através da ingestão de alimentos como “combustíveis”, que são os ricos em proteína(aminoácidos), carboidrato(açúcares) e lipídeos(gorduras). Essa energia consumida será revestida em trabalho biológico ou estocada nos tecidos adiposo, muscular, esquelético e fígado para ser utilizada posteriormente. De fato, os indivíduos usam ou estocam menos que a metade da energia que eles consomem do alimento. A má ingestão de alimentos, por sua vez, pode vir a causar danos muitas vezes irreparáveis à saúde do corpo. O consumo exagerado de certos alimentos pode acarretar doenças como obesidade (mórbida ou não), diabetes e causar o entupimento das artérias, podendo levar a morte. A prática de exercícios ajuda o corpo a manter um funcionamento harmonioso, pois a energia que não foi utilizada, em vez de se acumular, sai em forma de calor, diminuindo os riscos de se adquirir essas doenças.

    Ingrid Garcia de Sena
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  65. Os seres vivos precisam constantemente realizar diversas atividades que mantém o funcionamento de um organismo vivo. Para realizar essas atividades é preciso que haja um constante processo de desgaste natural que será feito através de trabalho. Porém, para que aconteça trabalho é necessária energia que provém dos alimentos. No nosso corpo acontece o metabolismo, que é conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. É a partir dessas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia. A energia vem principalmente dos glicídios, também conhecidos como carboidratos, que fornecem a maior parte da energia necessária para as atividades. A deficiência no consumo de carboidratos pode causar queima de gorduras e proteínas, desequilibrando o organismo. Os lipídeos são a maior forma de armazenamento de energia no corpo, elas levam algumas vitaminas ao sangue. E há a necessidade de utilizá-las quando os açucares são escassos no sangue. No entanto, não se pode ingerir alimentos de forma exagerada sem a prática de exercícios físicos, pois o organismo não consegue degradar completamente ocasionando assim, várias doenças e obesidade. Desta forma, é necessário comer de maneira correta e praticar exercícios físicos para a queima de calorias e evitar o acúmulo de gordura mantendo o equilíbrio bioquímico.
    As atividades dos organismos vivos necessitam de energia. Mais especificamente, o ser humano tem como fonte de energia os carboidratos e os lipídios. Os carboidratos são mais utilizados como fontes de energia "rápida", porque são sintetizados quase que imediatamente em nosso corpo, mas tambem podem ser armazenados em forma de glicogênio nos músculos e fígado.Já os lipídios são a forma de energia "lenta" pois geralmente são armazenados para garantir uma reserva energética ao corpo. Quando o corpo está em movimento ou exercendo alguma função vital, esses compostos entram nas células e no processo de respiração são quebrados produzindo energia. a célula gasta energia para produzir energia, essa diferença entre produção e consumo é que gera ganho ou perda energética. Durante as atividades físicas o corpo tende a consumir os lipídios e os carboidratos (de inicio principalmente carboidratos e após algum tempo mais lipídios),quando essas atividades físicas não são realizadas o organismo começa a ter muita energia armazenada( principalmente em forma de lipídios)o que é agravante para doenças relacionadas com o coração , diabetes entre outras.


    Ana Elica Pereira Rodrigues
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  66. Na alimentação encontramos,do que comemos os nutrientes que ajudam no fortalecimento do nosso corpo.
    Entre as outras enzimas, são retirados os lipídios, a energia produzida pelos nutrientes é medida em calorias.
    Isso significa que quanto mais energia é gerada, mais calorias devem ser gastas, e um das maneiras mais valida para perda dessas
    Calorias e na pratica de exercícios físicos o que mais se é gastado são esses composto.
    Nas diversas etapas do seu desenvolvimento, o organismo humano é o resultado de diferentes interações entre o seu patrimônio genético.
    na realização de atividades físicas e tenha uma alimentação balanceada, contendo todas as vitaminas e proteínas necessária para um vida saudável.

    Luana Godeiro de Melo
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  67. O corpo precisa de energia para o seu funcionamento. A energia do corpo se dá, em forma de glicose,proteinas,e nutrientes. O corpo recebe energia potencial que é produzida pelos alimentos que ingerimos, dentre as diversas formas de nutrientres e proteinas com menor e maior grau de calorias.
    O corpo ingeri os alimentos,e ao tranformar em energia para uso imediato ou posterior,fazendo assim uma especie de reserva de energia ultilizavél.
    A energia gerada,´transformada em energia realizavel,recebe o oxigenio do corpo,trasformandu-o em energia quimica, e com o auxilio das moléculas em energia termica.
    O organismo sofre diversas mutações dependendo de situações conforme os estados emocionais,climas, esforços fisicos,entrando em movimento as moléculas,a corrente sanguinea,tudo isto bem coordenado,e modelados pela energia potencial ingetada ou armazenada.
    O calor produzido pelo organismo e um agente trasmissor de energia quimica em energia termica,transformando a energia potencial em energia mecanica ou motora, atraves,da movimentaçao do corpo,como: a pratica de exercicios fisicos.
    A quima de calorias se dar na proporçao do uso de uma maquina. O corpo humano,versos maquina, quanto mais, você acelera a maquina,mais ela necessita de combustivel para a sua ultilisaçao.Assim é o corpo humano,quanto maior o movimento mais consome calorias,reduzindo assim as suas reservas. As calorias queimadas são propocionais aos esforsos fisicos realisados. Ex: se subirmos a uma escada,fazemos uma caminhada forçada,se sofremos um susto,altera os batimentos cardiacos, forçando a respiração,são funções vitais de nosso corpo,que reagem cosumindo energia e consequentimente ocasionando a perda de calorias.
    O excesso de alimentos ingeridos de uma só vez,ou em periodos continuos, e um dos processos que ocasiona ao organismo,uma cadeia de complicações,em todo o sistema do metabolismo,isto è altera o sistema vital do nosso corpo.
    Como já havia comparado o corpo humano a uma maquina,a energia em corrente excessiva pode alterar todo o resultado final.
    Assim é o orgoanismo, não resiste além daquilo que estar condicionado. O excesso passa a ocasionar mal estar,intoxicações,má digestao queimação,desconforto maior produção de gases e toxinas alterações no sitema emocional, aumento da taxa de colesterol,abstrução de vasos. Claro que todos estes sintomas dependem de cada organismo,mas em regra geral,se não de imediato,todos sofrerão as consequências futuras somando-as a tudo isto,tornando um organismo endefeso,entrando assim na área de risco,como: poblemas cardiovasculares e altas taxas diábeticas. Ássim pode ser evitado ou corigido com exercicios fisicos regulares, com acompanhamento médico.

    MARIA APARECIDA NUNES

    FISIOTERAPIA 1MA
    UNP-MOSSORÓ

    ResponderExcluir
  68. A energia é tudo que pode modificar a materia, é tudo também que pode provocar ou anular movimentos e causar deformações "energia pode produzir trabalho" e " trabalho pode produzir energia". Com isso precisamos de nutrientes como os carboidratos, proteinas,que tem como a dilatação e contração dos vasos sanguinios, (carboidratos, gorduras, proteinas ou outros elementos construtores, como os aminoácidos e vitaminas).
    A energia retirada dos alimentos é medida em calorias, onde esta energia pode ser queimada atravez de atividades fisicas, quando esses alimento são engeridos em exesso e o individou nao pratica nenhum tipo de exercicio, pode levar a proplemas cardiacos, diabetes, leva também obesidade.

    Sealmafran Cunha
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  69. A energia química (dos alimentos) é a energia que está em uso, sendo uma parte transformada e a outra sendo liberada para a natureza em forma de calor. Os alimentos que ingerimos são decompostos em nosso organismo por moléculas complexas, chamadas de enzimas. Esse processo denominado metabolismo, ocorre em várias etapas e libera a energia de que necessitamos para crescer e nos manter vivos. Uma alimentação saudável deve conter proteínas, carboidratos, lipídios, vitaminas, sais minerais, etc. Estes devem ser ingeridos de modo que se obtenha energia necessária para a manutenção do organismo, pois são esses nutrientes que mantém os processos vitais, a manutenção da temperatura do corpo, a produção de novas células, entre outros. Se ingerimos uma quantidade superior, da que é necessária, o excesso será transformado em tecido gorduroso (adiposo), provocando o aumento de peso, que pode assim levar a obesidade.
    Os valores energéticos dos alimentos são estimados em função das suas porcentagens de carboidratos, proteínas e gorduras.

    Carla Emanuelle Medeiros Nunes
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  70. Em nosso organismo, a energia necessária para a realização dos processo celulares é oriunda dos nutrientes presentes em nossa alimentação (carboidratos, lipídios e proteínas). Por razão de economia e segurança dos processos celulares, essa energia não é diretamente repassada dos nutrientes para as células.
    A energia é primeiramente utilizada na síntese de um composto denominado adenosina trifosfato (ATP), constituído por uma molécula de adenosina (adenina e ribose) unida a três moléculas de fosfato. As duas ligações fosfato terminais são denominadas de alta energia, pois, por causa do processo de hidrólise (quebra no meio líquido), liberam considerável quantidade de energia. Esta sim será repassada para atender às necessidades energéticas das diversas células em nosso organismo.
    Nesse contexto, o corpo necessita de energia para manter suas funções e para isso o balanço energético de um indivíduo depende da sua ingestão dietética de energia e seu gasto energético. Um desiquilíbrio entre ingestão e gasto resulta entre ganho ou perda de componentes corporais, especialmente gordura o que leva modificação do peso corporal.
    Para isso uma escala aceitável de distribuição de macronutrientes deve ser considerada no planejamento e/ou na avaliação de dietas. Assim, para redução do risco de doenças crônicas uma alimentação deve fornecer carboidratos, lipídios e proteínas.
    Com isso, a atividade física, é entendida como uma característica inerente ao ser humano, com dimensões biológica e cultural. Portanto, o desiquilíbrio entre o consumo e o gasto energético sem a prática de atividade física é a principal causa do acumulo de gordura, caracterizando elementos considerados sedentários o que pode resultar em riscos de doenças hipocinéticas (obesidade, problemas articulares e musculares, doenças cardiovasculares, etc.) e com uma menor perspectiva de vida.


    Andréia Dantas de Lira
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  71. As principais formas de energia que armazenamos são os carboidratos, proteínas e lipídios.Entre estes a maior fonte de energia são os lipídios que, quando ingeridos em excesso, são armazenados sob forma de gordura no tecido adiposo, ao redor de órgãos e embaixo as pele.
    Para realizar qualquer atividade física, as células precisam produzir mais energia e, a grande maioria dos processos de produção desta energia depende do oxigênio que respiramos. Este, por sua vez, é utilizado para a “queimar” os nutrientes (lipídios, carboidratos e proteínas) liberando, assim, energia necessária sob forma de ATP.
    Com a ingestão, em demasia, de alimentos ricos desses nutrientes e quando não utilizamos toda essa energia consumida, ela é armazenada em forma de gordura que, em excesso, pode favorecer a obesidade e o surgimento de diversas doenças como, por exemplo, a hipertensão arterial e diabetes.

    Allysson Emanuel Oliveira
    Fisioterapia 1MA

    ResponderExcluir
  72. No organismo sadio, verifica-se equilíbrio entre duas forças antagônicas: o catabolismo, processo pelo qual as moléculas vindas do exterior, após sofrer fragmentação prévia na digestão, são degradadas ou reduzidas a substâncias mais simples; e o anabolismo, conjunto de reações que, ao utilizar a energia liberada pelo catabolismo, possibilita a formação de estruturas orgânicas complexas a partir de outras, mais elementares. Essa energia é empregada também nas funções fisiológicas. Conforme sejam predominantemente energéticos ou construtivos, os alimentos recebem o nome de termogênicos ou organogênicos, respectivamente. Pertencem ao primeiro grupo os carboidratos (açúcares) e os lipídios (gorduras), e ao segundo grupo, as proteínas.
    As gorduras que ingerimos passam pelo estômago e vão para os intestinos, onde são dissolvidas pela ação de sais biliares, liberados pelo fígado. Enzimas secretadas pelo pâncreas transformam a gordura em ácidos graxos e glicerol, que podem penetrar na parede do intestino. Ali, eles se recombinam à razão de três moléculas de ácidos graxos para uma de glicerol, formando triglicérides são absorvidos pelo sistema linfático e passados à corrente sanguínea, que os transporta , ligados a proteínas e colesterol á células em todo o corpo. As células usam os ácidos graxos e o glicerol como fontes de energia. Toda a gordura em excesso é armazenada sob a pele, causando aumento de peso e obesidade. Alguns triglicerídeos são também transportados para o fígado, onde são usados para produzir colesterol.
    Saber combinar quais tipos de exercícios, de que maneira que eles podem ser feitos e quando eles podem ser feitos é um fator importante no sucesso de um programa de emagrecimento ou de redução de medidas.
    O exercício não pode ser visto somente como um “queimador de calorias”. Através dele, podemos regular a secreção de diversos hormônios que são secretados pelo nosso corpo, aumentar a síntese protéica e a construção de massa magra e aumentar nosso metabolismo, mesmo em repouso.
    Quando ingerimos alimentos em excesso e sem praticar exercício físico, estamos prejudicando nosso organismo a médio e longo prazo. Entre as consequencias de uma má alimentação podemos citar, diabetes, doenças renais, hipertensão, vários tipos de câncer, além de problemas nos joelhos e coluna que causa um desequilíbrio postural, psicologicamente contribui para um estado de ansiedade e depressão, resultando na perda da qualidade de vida.
    Adriana Paz
    Fisioterapia-1MA
    UNP-Mossoró

    ResponderExcluir